Tetracampeão, Vettel “baby Schummy” chega aos 28 com desafios na Ferrari

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2015 15h27
Vettel pula

Pense rápido: piloto alemão com o uniforme vermelho da Ferrari. Qual o primeiro nome que vem a cabeça? Michael Schumacher, certo? O heptacampeão mundial da Fórmula 1, que sofreu acidente de esqui em dezembro de 2013, porém, hoje tem um substituto de mesma origem na escuderia italiana.

O aniversariante desta sexta-feira (03), Sebastian Vettel, veste o mesmo macacão da Ferrari que seu herói, compatriota e mentor, e segue o mesmo caminho de vitórias e recordes.

Campeão mais jovem da história da maior categoria do automobilismo mundial, o alemão que completa 28 anos já soma quatro títulos na Fórmula 1.

Confira algumas frases marcantes da carreira de Sebastian Vettel:

Baby Schummy?

“Ah, é só uma piada. Perguntei pra minha mãe e Michael (Schumacher) não é meu pai”.

Garoto prodígio, parte 1:

“No longo prazo, existe uma coisa chamada justiça, e no último minuto, no domingo, de acordo com meus cálculos, ela foi feita”, após se sagrar-se campeão da F-1, com 23 anos, 4 meses e 11 dias, em 2010

Garoto prodígio, parte 2:

“A coisa mais difícil é vencer depois de ter vencido no ano passado. Eu não poderia ter feito isso sozinho. Devo dizer que é tão confuso quanto no primeiro. É difícil encontrar as palavras certas”, após faturar o bicampeonato, com 24 anos, 3 meses e 6 dias, em 2011.

Garoto prodígio, parte 3:

“Ser tricampeão na terra de Ayrton Senna, um dos meus heróis, é difícil de colocar em palavras. Eu estava chorando no carro, mas ainda bem que o rádio não estava funcionando”, depois de conquistar o tricampeonato, com 25 anos, 4 meses e 22 dias, em 2012.

Garoto prodígio, parte 4:

“Eu estou sem palavras. O ano passado não foi bom para mim. O carro deste ano se encaixa muito bem. Foi uma grande mudança, mas a equipe tem sido fenomenal, me acolhendo muito bem desde o primeiro dia. Me lembro quando o portão se abriu em Maranello, foi como um sonho se tornando realidade. A última vez que tinha estado lá eu ainda era um garoto, assistindo a Michael através do muro de proteção, e agora estou aqui, pilotando este carro vermelho. É incrível”, assim que se tornou tetracampeão, com 26 anos, 3 meses e 24 dias, em 2013.

Uma nova era, com mais álcool

“Sabemos que a Mercedes é forte, mas hoje não quero saber, quero ficar bêbado e celebrar”, após vencer sua primeira corrida pela Ferrari, em 2015.