Tite minimiza escassez de reforços do Corinthians na última janela

  • Por Lancepress
  • 25/07/2015 13h45
Tite afirmou que ainda aguarda pela chegada do atacante Téo Gutierrez

O Corinthians está longe de esbanjar boa situação financeira e, portanto, não vai ao mercado com tanta frequência. Ciente da falta de dinheiro do clube, o técnico Tite não se mostra incomodado com a escassez de reforços. Em entrevista concedida nessa sexta-feira, no CT Joaquim Grava, o treinador do Timão minimizou o fechamento da janela de transferências internacionais para o futebol brasileiro (no período, o Alvinegro apenas repatriou o meia Rodriguinho, que estava emprestado ao Al-Sharjah).

“Não me preocupa, porque é muita grana pra trazer cara de fora e não estamos num melhor momento financeiro (risos). Temos a criatividade de buscar um atleta que venha a preencher a equipe, mais com criatividade do que com investimento”, afirmou o comandante, reforçando que o clube ainda segue em busca ao menos de um centroavante.

A bola da vez no Corinthians é o atacante Jonathas, de 26 anos. Pouco conhecido no Brasil, jogou na última temporada pelo Elche, da Espanha. O jogador tem interesse em defender o Timão, mas o clube alvinegro sofre para acordar salários e condições de pagamento. Há clubes europeus de olho no centroavante, e a concorrência pode derrubar o Alvinegro.

Questionado sobre o imbróglio da negociação com Jonathas, Tite apontou para a “deslealdade” da concorrência com clubes europeus. O treinador também preferiu elogiar seu atual elenco. O jovem Matheus Pereira, de 17 anos, foi titular no amistoso contra o ABC, na última quarta-feira, e parece ter agradado o comandante alvinegro.

“Que todos os atletas se preparem para as oportunidades que vão surgir. O desempenho do Matheus (Pereira) me deu tranquilidade, por exemplo. O aspecto financeiro é um diferencial muito grande. Por isso às vezes fico constrangido em comparar o nosso futebol com o europeu. Lá é um nível de investimento muito alto. Nossa realidade, não só do Corinthians, mas do futebol brasileiro, como reflexo da economia brasileira, é diferente”, explicou Tite.

Além de Rodriguinho, quem também chegou ao Corinthians recentemente foi o atacante Rildo. O jogador, no entanto, chegou por empréstimo da Ponte Preta e, portanto, não se encaixa na lista de reforços que passaram pela janela de transferências internacionais.