TJD envia despacho de análise de irregularidade de zagueiro do Penapolense

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2014 18h24
Registros do jogador Índio na FPF e no CBF

O Tribunal de Justiça Desportiva encaminhou, nesta sexta-feira (28), um despacho à Procuradoria de Justiça Desportiva para que o caso de irregularidade do atleta Matheus Índio, zagueiro do Penapolense, seja analisado.

No documento enviado, Mauro Marcelo de Lima e Silva, presidente do Tribunal, citou apenas a partida contra o Ituano, disputada no último dia 23, com a possível irregularidade.

Mesmo culpado, a equipe semifinalista do Paulistão perderia apenas três pontos, o que a deixaria a frente do Linense no número de vitórias.

Segundo apurou a reportagem da Jovem Pan, o atleta participou da partida contra o Corinthians, em 16 de março, dois dias depois de seu contrato com o time do interior ter sido rescindido pela Justiça do Rio de Janeiro.

Entenda o caso

O zagueiro Índio, do Penapolense estava registrado por dois clubes diferentes. Na Federação Paulista de Futebol constava que o jogador é atleta do Penapolense, com contrato de 07/01/2014 a 07/01/2017. Já no Boletim Informativo Diário da CBF, Índio estava cadastrado pelo Vasco da Gama.

Com todo o problema, o Linense apareceu como interessado no assunto e o vice-presidente de futebol do clube, Hussein Neto, afirmou em entrevista à Jovem Pan que queria disputar as quartas de final da competição contra o São Paulo, na última quarta.

De acordo com ele, a FPF iria investigar o caso e tomar as medidas cabíveis. Caso o time de Penápolis seja flagrado em mais de um jogo, o clube de Lins conseguiria ultrapassá-los e se classificar para a segunda fase.