Toluca e Cruz Azul fazem finalíssima da Liga dos Campeões da Concacaf

  • Por Agencia EFE
  • 22/04/2014 18h04

Cidade do México, 22 abr (EFE).- Cruz Azul e Toluca, líder e segundo colocado do Torneio Clausura do México, decidirão nesta quinta-feira quem será o vencedor da Liga dos Campeões da Concacaf e primeiro classificado para o Mundial de Clubes, em dezembro, no Marrocos.

Na última quarta-feira, os times ficaram no 0 a 0 no estádio Azul. Na segunda partida da final, que será disputada no Nemesio Diez, um empate com gols dá o título à equipe da capital.

O Cruz Azul é o maior campeão da competição ao lado do rival América do México, com cinco conquistas (1969, 1970, 1971, 1996 e 1997). Porém, em 2009 e 2010 ficou com o vice-campeonato, fato que aumentou a vontade do time de levantar o troféu pela sexta fez.

“Chegar à final mostra que a equipe tem méritos e está trabalhando bem. No entanto, sabemos que se não formos campões, chegar à final não adiantou de nada”, enfatizou o meia Gerardo Flores.

O técnico Luis Fernando Tena terá uma boa notícia para a finalíssima. O Comitê de Apelações da Concacaf suspendeu a punição de duas partidas do goleiro Jesús Corona (expulso no segundo jogo da semifinal contra o Tijuana), e o treinador poderá contar com sua força máxima em campo.

A maior preocupação do Toluca, campeão em 1968 e 2003, é em relação ao jogo aéreo do adversário. Por isso, o time vem treinando exaustivamente as jogadas pelo alto para evitar surpresas.

“É uma equipe que tem jogadores muito altos, fortes fisicamente. Temos que estar atentos em campo, porque foi a jogada que mais utilizaram na última partida. Demos ênfase às bolas aéreas nos treinos”, disse o lateral-esquerdo Miguel Ponce.

None

Prováveis escalações:

Toluca: Talavera; Gamboa, Galindo, Silva e Ponce; Ríos, Wilson Thiago e Esquivel; Brizuela, Velázquez e Salgueiro. Técnico: José Saturnino Cardozo.

Cruz Azul: Corona; Chávez, Castro, Domínguez e Loeschbor; Rojas, Torrado, Flores e Fabián; Formica e Pavone. Técnico: Luis Fernando Tena.

Árbitro: Marco Rodríguez (México), auxiliado pelos compatriotas Marvin Torrentera e Marco Quintero.

Estádio: Nemesio Diez, em Toluca (México). EFE