Toni Nadal diz que é preciso unificar critérios quanto às advertências

  • Por EFE
  • 23/01/2014 09h28
Tio de Nadal ganha apoio de fãs do tenista

Toni Nadal, tio e treinador de Rafael Nadal, disse nesta quinta-feira (23) que os juízes de cadeira deveriam compreender que este esporte é um espetáculo, unificar critérios quanto às advertências e compreender mais os jogadores em benefício do torcedor.

Toni se referiu hoje à advertência que recebeu por “couching” (quando um treinador lança instruções desde a arquibancada a seu jogador) durante a partida contra o japonês Kei Nishikori.

“Há árbitros que não entendem o jogo porque, primeiro, a menina (a juíza de cadeira) não sabe o que eu digo, e além disso temos que determinar o que é o “couching”, o que posso e não posso dizer. Porque naquela situação me limitei a falar pra ele movimentar os pés, disse se mova. É verdade que disse algumas vezes, mas e quando dizemos “come on (vamos)?, ou vamos Rafa?. Se alguém do público disser se mova, é “couching” ou não?”, questionou.

Rafael Nadal, número um do ranking, está na semifinal do Aberto da Austrália, que será disputada na madrugada de sexta-feira, contra o suíço Roger Federer.