Tóquio-2020: Atleta da equipe de Uganda é dado como desaparecido no Japão

Oficiais do município de Izumisano, na província de Osaka, onde está localizada a acomodação da delegação africana, notaram a ausência de Julius Ssekitoleko, que não foi realizar o teste de Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2021 11h46 - Atualizado em 16/07/2021 16h06
O levantador de peso Julius Ssekitoleko foi dado como desaparecido no Japão

Os Jogos Olímpicos de Tóquio sequer começaram, mas um caso já está preocupando as autoridades japonesas. De acordo com informações da “Agência EFE”, o levantador de peso Julius Ssekitoleko, da Uganda, que estava treinando em uma cidade do oeste do Japão, está desaparecido. Oficiais do município de Izumisano, na província de Osaka, onde está localizada a acomodação da delegação africana, além das instalações de treinamento antes da competição, notaram a ausência do atleta de 20 anos quando, na manhã desta sexta-feira, 16, ele não foi realizar o teste de Covid-19 exigido diariamente. “Às 12h20 (hora local), chamamos a polícia e os funcionários disponíveis foram procurá-lo, mas ele ainda está desaparecido”, disse o gerente de assuntos olímpicos da câmara municipal.

De acordo com os colegas de Julius Ssekitoleko, ele esteve na sala na noite anterior, conforme confirmado com seus colegas. O levantador de peso é um dos nove atletas da equipe que ficou em isolamento após dois membros da delegação terem testado positivo para Covid-19 na chegada ao país, no dia 19 de junho. “O resultado de todos os testes até agora tem sido negativos”, explicou o responsável sobre os exames a que todos os membros da equipe da Uganda foram submetidos. Devido ao protocolo sanitário, o atleta estava proibido de se locomover para qualquer lugar que não fosse seu hotel, local de treinamento ou outros previamente aprovados pela organização.