Tóquio não consegue reduzir custo de estádio olímpico

  • Por Agência EFE
  • 24/06/2015 04h44
Reprodução Projeto do estádio Olímpico de Tóquio

O custo do novo estádio olímpico de Tóquio poderia chegar a US$ 2 bilhões, um valor 54% maior que o orçamento estabelecido após a redução do volume do projeto, anunciou nesta quarta-feira o governo do Japão.

Por causa da polêmica gerada pelo excessivo custo das instalações, a organização que administra o estádio, o Conselho de Esportes Japonês, anunciou em maio do ano passado um novo projeto para o estádio, com custo estimado em 170 bilhões de ienes (US$ 1,372 bilhão).

Este projeto diminui a magnitude do recinto olímpico para 220 mil metros quadrados, 70 mil a menos que o desenho original.

Além disso, o ministro dos Esportes do Japão, Hakubun Shimomura, propôs recentemente que o novo estádio olímpico fosse construído sem o teto retrátil e que se reduzisse o número de assentos fixos para baratear e encurtar o tempo de construção.

No entanto, mesmo com essas remodelações, o preço final do projeto pode ficar até US$ 700 milhões mais caro devido ao aumento dos preços dos materiais, disseram fontes do Executivo japonês à emissora estatal “NHK”.

Essas mesmas fontes assinalaram que introduzirão novas modificações para tentar baratear ainda mais o estádio, e acrescentaram que, até que isso seja feito, não será assinado nenhum contrato com as companhias construtoras para o início das obras.

Está previsto que as autoridades japonesas tomem uma decisão definitiva sobre o projeto na semana que vem, segundo o ministro dos Esportes.

Shimomura também se mostrou disposto a “considerar” opções alternativas ao projeto original, desenhado pela arquiteta Zaha Hadid, e, inclusive, avaliou de forma positiva a proposta apresentada no início de mês pelo arquiteto japonês Fumihiko Maki.

O projeto de Zaha Hadid foi alvo de várias críticas devido a sua magnitude faraônica e a seu preço elevado. Também gerou atrito entre os governos central e da Região Metropolitana de Tóquio sobre a divisão dos custos do estádio.

O antigo estádio olímpico da capital japonesa já foi demolido e a construção do novo começará em setembro, com a ideia de que esteja pronto antes de 2019, quando será uma das sedes do Mundial de Rugby.

O antigo Estádio Nacional de Tóquio foi construído para os Jogos Olímpicos de 1964 e tinha capacidade para 48 mil espectadores.