Torcedores chilenos invadem centro de mídia e promovem quebra-quebra

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2014 16h01
Chilenos sem ingresso invadem Maracanã antes de jogo contra Espanha

Pouco antes do início da partida entre Espanha e Chile, pela segunda rodada do Grupo B da Copa do Mundo, houve grave confusão no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Mais de 200 chilenos sem ingresso invadiram centro de mídia após estourarem uma janela e promoveram quebra-quebra generalizado.

O repórter Rodrigo Viga, da Jovem Pan, estava no local e relatou a gritaria para que se fechassem os portões que davam acesso ao gramado e às tribunas.

Uma verdadeira multidão de chilenos acabou ficando sem bilhetes para assistir ao jogo e conseguiram invadir a área destinada para a imprensa. Houve destruição de computadores, mesas, cadeiras e equipamentos do local. Não houve registros de feridos.

Em conversa com a Jovem Pan, alguns chilenos que não participaram da revolta afirmaram que cambistas pediam até 1500 dólares por ingressos.

A polícia tentou conter os ânimos e deteve 85 dos torcedores, de acordo com o COL e a Fifa. Mesmo assim, foi instaurado o caos e jornalistas do mundo inteiro assistiram ao ocorrido.