Torcedores racistas do Chelsea são proibidos de entrar em estádios ingleses

  • Por Lancepress
  • 22/07/2015 12h04
Torcedores do Chelsea que impediram negro de entrar no metrô de Paris foram punidos

Quatro torcedores do Chelsea, que em fevereiro protagonizaram um episódio de racismo no metrô de Paris, após partida da equipe inglesa contra o PSG pela Liga dos Campeões, estão proibidos de entrar em estádios de futebol pelos próximos anos. A justiça britânica divulgou o veredicto nesta quarta-feira.

Um dos envolvidos, Richard Barklie, é inclusive ex-policial e diretor do Fórum Mundial dos Direitos Humanos. Ele, assim como Josh Parsons e William Simpson, estão proibidos de entrar em estádios pelos próximos cinco anos. Já Jordan Munday recebeu proibição de três anos.

“O futebol ainda tem um problema com o racismo”, afirmou o juiz Gareth Brantson ao anunciar a sentença. O magistrado classificou o comportamento dos quatro torcedores do Chelsea como “nojento e arrogante”.

Em 18 de fevereiro os quatro torcedores do Chelsea foram flagrados impedindo a entrada de um homem negro em um dos vagões do metrô de Paris. No vídeo, que se espalhou pela Internet, é possível ouvir os gritos de “Chelsea, Chelsea” acompanhado do coro “Somos racistas, somos racistas! Esse é o jeito que gostamos de ser”.