Tradição, reencontros com “ex”e repeteco de finais esquentam confronto entre Palmeiras e Cruzeiro

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2015 21h30
Rafael Marques e Marquinhos são dois dos destaques de Palmeiras e Cruzeiro

Um confronto entre duas equipes como Palmeiras e Cruzeiro, por si só, já é digno de atenção. No entanto, a partida desta quarta-feira (19), no Allianz Parque, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, ainda reserva muitos detalhes e curiosidades que temperam a disputa. Muitos deles estão guardados na história vitoriosa dos dois clubes no torneio nacional e nas duas finais que já protagonizaram.

Pensando nisso, o Jovem Pan Online lista abaixo cinco motivos pelos quais a partida é imperdível. Confira!

O reencontro de jogadores e técnicos com seus “exs”

Palmeiras e Cruzeiro têm, em seus elencos, muitos atletas que já estiveram do outro lado dessa disputa. No Verdão, Fellype Gabriel, Egídio, Alecsandro e o técnico Marcelo Oliveira já defenderam o adversário. Já a Raposa conta em seu elenco com os ex-palmeirenses Léo, Charles e Marquinhos, além do treinador Vanderlei Luxemburgo. Qual deles levará a melhor sobre o ex-clube?

Tradição e títulos em jogo

Além de uma vaga nas quartas de final, estarão em jogo, na partida entre Palmeiras e Cruzeiro, seis títulos da Copa do Brasil. O time mineiro, maior campeão do torneio junto com o Grêmio, levantou o caneco 1993, 1996, 2000 e 2003. Já o paulista é o quinto maior vencedor, com dois títulos – um em 1998 e outro em 2012.

O tira-teima das finais

Com tantos títulos e finais de Copa do Brasil disputadas, os dois clubes acabaram se encontrando numa decisão em duas oportunidades. Em 1996, a Raposa venceu o time alviverde que fora campeão paulista de maneira arrasadora. Após o empate em 1 a 1 no Mineirão, o Cruzeiro venceu de virada por 2 a 1 no Parque Antártica. Em 1998 foi a vez do Palmeiras dar o troco: após perder por 1 a 0 em Minas, a equipe de Felipão venceu por 2 a 0 no Morumbi, com direito a gol de Oséas nos últimos minutos, para ficar com o troféu.

Qual Palmeiras entrará em campo?

Sob o comando de Marcelo Oliveira, o alviverde já fez atuações bastante distintas no Campeonato Brasileiro. Diante do São Paulo, por exemplo, a equipe goleou por 4 a 0. Diante do Coritiba, que briga para não ser rebaixado, perdeu por 2 a 1 jogando muito mal. A vitória diante do Flamengo na última rodada aliviou as três derrotas seguidas, mas a torcida palmeirense ainda tem dúvidas sobre qual time entrará em campo: aquele dos contra-ataques mortais no Choque-Rei ou aquele apático da derrota para o Coxa?

O embate pessoal de Marcelo Oliveira

Se as duas equipes compartilham ex-jogadores e técnicos uma da outra, a ligação mais especial é entre Marcelo Oliveira e o Cruzeiro. Como comandante do time mineiro entre 2013 e 2015, o treinador conquistou o Campeonato Brasileiro em duas oportunidades, em 2014 e 2015, e também o carinho com a torcida cruzeirense. Por isso, o gosto de enfrentar o ex-clube é diferente. No primeiro reencontro, pelo Brasileirão, recentemente, a Raposa levou a melhor e venceu o ex-comandante por 2 a 1. Vai ter troco?