Uefa dá aval a criação de novo torneio de seleções, a Liga das Nações

  • Por EFE
  • 27/03/2014 12h03
Platini se pronunciou e pede mudanças na expulsão em caso de pênalti

A Uefa oficializou nesta quinta-feira, em congresso realizado em Astana, no Cazaquistão, a criação da Liga das Nações, um novo torneio de seleções que será disputado a partir de 2018 e vai provocar a redução de amistosos, mas manterá o futebol europeu movimentado até em períodos que atualmente são de baixa atividade.

O torneio, cuja implantação vinha sendo estudada desde 2011, ainda não teve formato definido, mas seu sistema de disputa deve ter promoções e rebaixamentos. A ideia dos dirigentes é dividir as 54 seleções do continente em quatro divisões, conforme o ranking da entidade. A primeira teria os 12 melhores colocados distribuídos em quatro grupos, sendo que os vencedores passariam à fase final, a ser realizada em junho de 2019, e os últimos colocados cairiam. Esses duelos aconteceriam entre setembro e novembro de 2018.

A Liga das Nações também dará vagas adicionais à Eurocopa de 2020, além das que estão em disputa nas tradicionais eliminatórias, o que deve pesar para que os torcedores a aprovem, disse Wolfgang Niersbach, presidente do comitê de competições de seleções da Uefa.

Segundo a Uefa, a ideia da criação da Liga nasceu após as federações nacionais pedirem para que a entidade estudasse o futuro do futebol de seleções, já que treinadores, jogadores e torcedores consideravam que os amistosos tinham perdido interesse.