Uefa inicia apuração sobre expulsão de Simeone e invasão de Xabi Alonso

  • Por Agencia EFE
  • 27/05/2014 15h54
Real Madrid vence Liga dos Campeões. Confira mega galeria da final

A Uefa anunciou nesta segunda-feira a abertura dos procedimentos disciplinares pelos incidentes ocorridos na final da Liga dos Campeões, entre eles a invasão de campo do volante Xabi Alonso, do Real Madrid, e a expulsão do técnico Diego Simeone, do Atlético de Madrid.

A Comissão de Controle e Disciplina da Uefa vai apurar no dia 17 de julho os fatos que motivaram a abertura dos procedimentos, que incluem conduta imprópria das duas equipes (cinco cartões ou mais) em aplicação do artigo 15 (4) do regulamento disciplinar da entidade, e lançamento de rojões, de acordo com o artigo 16 (2).

O árbitro holandês Bjorn Kuipers mostrou o cartão amarelo a Raúl García, Miranda, Villa, Juanfran, Koke e Gabi, do Atlético de Madrid, e a Sergio Ramos e Khedira, do Real Madrid.

O órgão disciplinar da Uefa também julgará o comportamento de Xabi Alonso, pelo possível descumprimento dos princípios gerais de conduta, segundo o artigo 11 da legislação. O volante, que não pôde jogar a final por estar suspenso, pulou da arquibancada para o gramado para comemorar com o banco de reservas do Real Madrid o gol da virada marcado por Gareth Bale aos cinco minutos do segundo tempo da prorrogação.

No caso de Simeone, a entidade estudará sua expulsão de acordo com o artigo 60. O árbitro holandês Bjorn Kuipers o mostrou o vermelho faltando um minuto para o fim do jogo, pois o treinador invadiu o campo após o quarto gol do Real para discutir com o zagueiro Raphael Varane.

Simeone também vinha reclamando muito da arbitragem devido aos cinco minutos de acréscimos assinalados pela arbitragem, durante os quais o zagueiro Sergio Ramos empatou com um gol de cabeça.