Uruguaios mostram indignação por sanção a Suárez imposta pela “máfia da Fifa”

  • Por Agencia EFE
  • 26/06/2014 14h29
Luiz Suárez é homenageado pela torcida uruguaia em São Paulo AFP Luiz Suárez é homenageado pela torcida uruguaia em São Paulo

Os uruguaios se mostraram totalmente indignados e furiosos nesta quinta-feira com a punição de nove jogos imposta a Luís Suárez pela “máfia da Fifa” e os interesses econômicos criados em torno da Copa.

Apenas alguns minutos depois da revelação da sanção de nove partidas oficiais e quatro meses afastado de qualquer evento esportivo que recaiu sobre o atacante, as redes sociais e os jornais uruguaios receberam uma inundação de mensagens contra a medida e de solidariedade e apoio ao jogador.

No entanto, as maiores críticas foram contra a Fifa, que é acusada de tentar manipular e dificultar com esta sanção o caminho do Uruguai no Mundial e de orquestrar uma “vingança” junto à Inglaterra e Itália por sua eliminação do campeonato mundial.

A própria ministra de Turismo e Esportes do Uruguai, Liliám Kechichián, se referiu à questão em sua conta do Twitter e expressou sua dor pela “desmedida sanção” imposta a Suárez.

Menos comedidos em suas críticas foram outros políticos, como a presidente do governista Frene Amplio, Mónica Xavier, que não duvidou em publicar em sua conta no Twitter que a sanção de Suárez é fruto do fato de “Inglaterra e Itália não terem perdoado o time que os venceu nos gramados e o Brasil treme com a Celeste em seus estádios” e que o que ocorre com o jogador é “um linchamento do século XXI”.

Outro político, o deputado e candidato presidencial do Partido Independiente Pablo Mieres apontou na mesma rede social que “os fantasmas de Maracanã são os da Fifa” e que “algo cheira a podre no Brasil e é a Fifa”. “O Uruguai com Suárez não era negócio”, disse.

Junto aos políticos, milhares de pessoas expressaram seus sentimentos através desse meio, pedindo que o Uruguai abandonasse o campeonato e outros afirmando que a “injustiça” e os dois pesos e duas medidas empregado neste caso servirão de incentivo para que a Celeste ganhe o campeonato.

A Comissão Disciplinar da Fifa decidiu punir Suárez por ter mordido na terça-feira o italiano Giorgio Chiellini no ombro esquerdo durante um choque entre ambos na última rodada do grupo D.

A Fifa interveio para tratar o assunto, já que o árbitro do partido não viu o incidente.

O comunicado da Fifa no qual anunciava a sanção assinalou que “não se pode tolerar este tipo de comportamento em um campo, especialmente durante a Copa Mundial, quando milhões de pessoas têm a vista posta nos jogadores”.

Personalidades Acompanhe o que eles falam sobre a Copa