Vagner Love é apresentado, ganha camisa 80 e elogia a torcida corintiana

  • Por Jovem Pan
  • 13/02/2015 17h04
durante o treino desta tarde no CT Joaquim Grava, localizado no Parque Ecologico do Tiete, zona leste da cidade. O proximo jogo será amanha, sabado dia 14/02 contra o Botafogo/RP, na Arena Corinthians, valido pela 5a. rodada do Campeonato Paulista de 2015. Juiz: Marcelo Prieto Alfieri - Sao Paulo / SP - Brasil - 13/02/2015. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. CorinthiansVagner Love chegou ao Corinthians disposto a jogar como meia e segundo atacante

Se passaram dez anos desde que Vagner Love quase fechou contrato com o Corinthians. Desde então, o atacante rodou o mundo, defendeu Palmeiras e Flamengo, foi para a China e, finalmente, aos 30 anos, vestiu a camisa corintiana. O atacante foi apresentado na tarde desta sexta-feira (13) e, em entrevista coletiva, elogiou a torcida alvinegra.

“A torcida do Corinthians, pra mim, hoje, é a melhor para incentivar. Incentiva do início ao fim. A torcida do Corinthians está de parabéns pelo que ela faz e espero que continuem fazendo da nossa Arena um caldeirão”, elogiou Love, que comentou sua atuação contra o Timão na Libertadores de 2010, quando ajudou o Flamengo a eliminar seu novo clube. “Estava no Flamengo, fiz o melhor para eles. Agora tenho que fazer o meu melhor pelo Corinthians. A partir do momento que mostrar meu empenho e desempenho, eles (torcedores) vão esquecer”.

Vagner Love estava no Shandong Luneng, da China, pelo qual disputou um amistoso justamente contra o Palmeiras, e não foi bem. “Na pré-temporada, eu tinha treinado apenas quatro dias. Era impossível jogar bem e estar no peso depois de 50 dias de férias. Hoje estou me sentindo bem, venho treinando e depende da comissão técnica me avaliar”, explicou o atacante.

Aos 30 anos, o reforço corintiano admitiu que não tem a mesma velocidade, mas se dispôs a jogar como meia. “Nos últimos dois anos para cá, não tenho jogado de centroavante. Na China eu jogava como meia, eu posso jogar nas duas funções, dependerá do Tite. Eu consigo fazer mais de uma função. A velocidade não é a mesma de 19 anos, mas estou rápido ainda (risos)”.

Por fim, Love falou sobre o Palmeiras, maior rival do Corinthians e time que o revelou em 2003. “Sou muito grato ao Palmeiras, que me projetou ao futebol mundial, mas hoje sou jogador do Corinthians e vou honrar a camisa do Corinthians”, disse o jogador.