Valcke diz que Arena Corinthians estará pronta em meados de maio

  • Por Agencia EFE
  • 04/04/2014 15h44
Com quase sete mil metros quadrados

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, disse nesta sexta-feira que o estádio Arena Corinthians, que abrigará a partida inicial da Copa do Mundo de 2014, estará pronta para receber eventos esportivos na metade de maio, mesmo com o acidente da última semana e a suspensão parcial das obras.

Valcke fez essas declarações através de um artigo publicado no site oficial da Fifa, no qual ressalta que a morte de um operário que trabalhava na montagem das arquibancadas provisórias, ocorrida no dia 29 de maio, não alterará o calendário da construção do estádio e, portanto, não atrasará sua abertura.

O dirigente do máximo organismo regulador do futebol mundial também transmitiu através do site suas condolências à família do trabalhador e assegurou que a segurança é “um elemento essencial e da maior prioridade” para a Fifa, tanto durante a construção como durante a realização do Mundial.

O acidente fez com que as autoridades suspendessem parcialmente parte das obras no estádio, medida que se estenderá até a construtora adotar as medidas de segurança exigidas para garantir a vida aos trabalhadores.

Ontem, o Ministério Público levantou a possibilidade de fechar parcialmente o estádio, inclusive durante o torneio, caso a construtora não atenda as normas de segurança exigidas pela legislação.

Neste aspecto, após uma inspeção realizada na última terça-feira, responsáveis do corpo de bombeiros afirmaram que o local não apresenta as garantias de segurança necessárias para receber o público.

No artigo publicado hoje no site da Fifa, além de falar sobre a Arena Corinthians, Valcke também afirmou que “as coisas estão se desenvolvendo muito rápido” nos estádios de Curitiba e Porto Alegre, os dois mais atrasados e que supõem “outros dois desafios” para o organismo perante a organização do Mundial.

A Arena da Baixada de Curitiba, uma das 12 cidades-sede da Copa, abrigou um amistoso no último dia 29 de março entre Atlético Paranaense e JMalucelli, partida que marcou a reabertura do estádio, mas não foi reconhecida como um teste oficial pela Fifa.

Na ocasião, a partida recebeu um público de 10 mil pessoas, entre sócios, operários e convidados, embora a instalação das cadeiras não estivesse concluída, assim como as obras de acesso do lado de fora.

Os atrasos na construção deste estádio preocuparam especialmente a Fifa, que, por sinal, chegou a cogitar a possibilidade de excluir a cidade de Curitiba como uma das sedes do Mundial.

Para poder atender os prazos exigidos pelo organismo, o estádio deverá ser inaugurado sem a planejada cobertura retrátil contida no projeto aprovado.