Valcke revela que será inflexível com entrega de estádios na Copa de 2018

  • Por Agência EFE
  • 18/02/2014 16h43

O secretário-geral da FifaJérôme Valcke concede entrevista para confirmar Curitiba na Copa

O secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, revelou veladamente um “trauma” com a organização da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, e garantiu que daqui a quatro anos as exigências quanto a entrega dos estádios na Rússia, próxima sede do torneio, serão mais inflexíveis.

“Em 2018, se eu estiver no cargo, vou fazer com que os estádios sejam entregues, no máximo, em dezembro de 2017”, disse o dirigente, em entrevista coletiva concedida em Florianópolis.

O representante da entidade confirmou que Curitiba está mantida como sede da Copa, “com base nas garantias financeiras, compromisso de todas as partes e progresso feito”, conforme publicação feita no Twitter da Fifa, antes de encontro com a imprensa.

O dirigente revelou que a entrega da Arena da Baixada acontecerá no dia 15 de maio, e que no fim de março e no fim de abril serão realizados eventos-teste.

Além disso, Valcke falou da situação da Arena Pantanal, em Cuiabá, negando que qualquer problema estrutural tenha acontecido por consequência de um incêndio ocorrido em outubro do ano passado.

“Quando recebemos a informação do incêndio, pedimos mais dados em relatórios independentes e sabíamos que não havia atingido a estrutura do estádio”, garantiu.

O secretário-executivo do Ministério do Esporte, Luís Fernandes, explicou que, desde o primeiro momento, todas as autoridades estão empenhadas em identificar qualquer problema decorrente do incêndio, e que esta preocupação não está encerrada.

“O Ministério Público solicitou estudos adicionais, e da nossa parte está garantida a segurança. Todo e qualquer estudo adicional que precisar ser feito, será feito”, afirmou Fernandes.

Sobre o estádio Beira-Rio, em que há polêmica sobre o custeio das estruturas provisórias montadas para a Copa do Mundo, como salas de imprensa, tendas, entre outras coisas, Valcke admitiu que a situação “precisa ser resolvida nas próximas horas”.

Já Luís Fernandes mostrou confiança no encontro da solução, lembrando que o estádio passou por evento-teste no sábado, em jogo do Internacional contra o Caxias, pelo Campeonato Gaúcho, e confirmando inclusive que a presidente Dilma Rousseff estará na inauguração do estádio nesta quinta-feira, às 10h (hora de Brasília).