Valdívia e Prass fazem apelo por permanência de Kardec no Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2014 12h30
SÃO PAULO, SP. 26.04.2014: BRASILEIRO/PALMEIRAS x FLUMINENSE - Torcida pede a permanência de Kardec - Partida entre Palmeiras e Fluminense, válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol 2014, realizada no estádio do Pacaembu, na zona oeste da capital paulista, neste sábado. (Foto: Miguel Schincariol/Folhapress) Folhapress Sem Kardec

A saída iminente de Alan Kardec do Palmeiras não preocupa apenas a torcida. No sábado (26), ao final da partida entre Palmeiras e Fluminense [vencida pelo time carioca por 1 a 0],  Valdívia e Fernando Prass, líderes do grupo, fizeram apelo para a permanência do centroavante que deve atuar pelo rival São Paulo no segundo semestre. O “Mago” afirmou que os jogadores e Gilson Kleina “precisam” do camisa 14 na equipe. O camisa 1 disse torcer pela permanência de Kardec, mas pediu que o time não fique dependente do artilheiro do Verdão na temporada.

Na saída do gramado do Pacaembu, o meia chileno mandou um recado para a diretoria palmeirense. “A diretoria tem que saber o que faz. Precisamos do Kardec e o Gilson precisa também. Tem que resolver logo”. Insatisfeito com a condução do negócio pelos dirigentes palmeirenses, Kardec já teria acertado com o rival São Paulo. 

Valdívia lamentou a falta de poder de ação dos jogadores e da comissão técnica no caso. “Nós só podemos falar que precisamos dele. Cabe a nossa diretoria resolver ou pelo menos falar pra gente se vai ou não vai ficar”, acrescentou.

O goleiro e capitão Fernando Prass exaltou o jogador e admitiu que o clube sentirá falta dele. “Não quer dizer que perdemos hoje por causa do Alan Kardec. Agora é óbvio que precisamos dele. Ele é um jogador de referêcia técnica, todo time, seja Palmeiras, Fluminense ou Grêmio precisa dele”, elogiou. 

Contido, Prass afirmou que o clube precisa pensar em alternativas caso perca o seu artilheiro na temporada. “Se ele não ficar, precisamos encontrar solução para isso. Um time como o Palmeiras não pode ser dependente de um único jogador, qualquer que seja ele”, finalizou.

Provavelmente sem Kardec, o Palmeiras retorna aos gramados no próximo domingo (05) diante do Flamengo, no Maracanã, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.