Valentim justifica derrota contra Chapecoense: “Sentimos fisicamente”

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2014 07h56

Técnico resslata força ofensiva do Verdão para duelo diante o VitóriaValentim elogia empenho de jogadores do Palmeiras

Embalado por série de quatro vitórias consecutivas, sendo todas sem sofrer nenhum gol, o Palmeiras entrou em campo como favorito absoluto diante da Chapecoense, neste domingo, na Arena Condá. Entretanto, mesmo atuando diante do então último colocado do Campeonato Brasileiro desta temporada, o time paulista acabou derrotado por 2 a 0. E, segundo o treinador interino Alberto Valentim, o revés tem justificativa: cansaço.

“Com essa sequência de jogos, principalmente na intensidade que estávamos jogando, foi o que determinou a nossa queda de rendimento. Em minha opinião, o time sentiu fisicamente. A marcação foi o forte do nosso time nas outras partidas. Hoje (domingo), tomamos dois gols e isso fez com que não tivéssemos força para reagir”, afirmou o comandante.

No embate deste final de semana, a equipe alviverde foi escalada da mesma maneira em que conseguiu recuperação depois da demissão de Gilson Kleina, tendo o meio-campista Jorge Valdivia (convocado pelo Chile) e o goleiro Fernando Prass (lesionado) como principais desfalques. Com dificuldades no setor de armação, o Palmeiras apresentou diversas falhas também em sua defesa e acabou superado com gols de Tiago Luís e Fabiano, aos 42 minutos do primeiro tempo e dois minutos da etapa complementar, respectivamente.

Até o duelo com o clube paulista, a Chapecoense não havia obtido nenhuma vitória na competição nacional e tinha balançado as redes apenas em duas oportunidades. Os maus resultados colocaram a equipe catarinense na última colocação do torneio, sendo alvo fácil para equipes da parte superior da tabela. Contra o Palmeiras, porém, a história foi diferente.

“São jogos difíceis. Não tem favoritismo. Lógico que tem aquela situação de um time estar melhor na tabela. Campeonato Brasileiro é isso, sempre teremos jogos muito complicados”, encerrou o treinador interino, que segue no comando até a pausa para Copa do Mundo, quando o argentino Ricardo Gareca assumirá o cargo.

Com o revés em Santa Catarina, o clube alviverde deixou o grupo de classificação para próxima edição da Copa Libertadores da América e caiu para quinta posição, com 12 pontos. Já a Chapecoense, mesmo a vitória, segue na zona de rebaixamento, agora na 18ª colocação, com cinco pontos. Nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o Palmeiras entra em campo para enfrentar o Botafogo, em Presidente Prudente, em partida válida pela oitava rodada.