Van Gaal diz que escolha por Krul para os pênaltis aconteceu na prorrogação

  • Por EFE
  • 05/07/2014 22h35

Loius van Gaal não quer clima de já ganhou na Holanda

Van Gaal não quer "oba-oba"

O técnico holandês Louis van Gaal afirmou que foi durante a prorrogação da partida de quartas de final da Copa do Mundo contra a Costa Rica, neste sábado, que pensou em utilizar o goleiro reserva Tim Krul, e não o titular Jasper Cillessen, na disputa de pênaltis do jogo na Arena Fonte Nova, em Salvador.

No último minuto da prorrogação, Van Gaal substituiu Cillessen, que havia feito defesas importantes, por Krul, considerado terceira opção, mas cinco centímetros mais alto que o colega.

“Durante a prorrogação, levei em conta a possibilidade de ter de utilizar a Krul no caso de ter de ir para os pênaltis”, disse o treinador em entrevista, na qual revelou que não esperava que o camisa 23 jogaria tão pouco antes das penalidades.

“Sabíamos que a bola tinha que sair e tínhamos pedido a substituição. Tinha que sair bem. Não imaginei que o árbitro fosse dar tão pouco tempo de acréscimo”, completou.

Van Gaal criticou a equipe por ter criado várias oportunidades de gol e não tê-las aproveitado, mas fez uma avaliação geral positiva do desempenho diante dos costarriquenhos.

“Parabenizo meus jogadores. Às vezes, há uma frustração para nós que estamos no banco. Se um time perde tantas oportunidades, o adversário pode vencer. Mas o tempo todo vi a determinação de toda a equipe. Me senti muito seguro nos pênaltis e estou muito orgulhoso”, comentou.

Com a vitória nos pênaltis, a Holanda enfrentará a Argentina, que bateu a Bélgica por 1 a 0 também neste sábado. Quanto ao adversário do duelo da próxima quarta, na Arena Corinthians, o técnico holandês até fez elogios, mas ressaltou algumas dificuldades encontradas pela equipe sul-americana.

“Da Argentina, só vi a metade do jogo (contra a Bélgica). A princípio, parecia que as coisas estavam muito claras, mas depois a Bélgica dominou. Do segundo tempo só vi 25 minutos. Durante o primeiro tempo, a Bélgica foi melhor. Mas se um time não marca gols, não pode vencer. A Argentina venceu e teve sorte. É uma equipe extraordinária, tem grandes qualidades”, encerrou.

Quem será o craque da Copa?
Tuíte o nome do seu jogador preferido acompanhado de #CraqueJP