Veja por que Diego Costa, aniversariante do dia, cairia como uma luva na Seleção

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2015 21h38
Aos 26 anos

O atacante Diego Costa completa 27 anos nesta quarta-feira, 7 de outubro. Além de fazer aniversário, ele faz também outra coisa: falta à Seleção Brasileira. Nascido em Lagarto, Sergipe, o jogador do Chelsea se naturalizou espanhol em 2013 para defender a Fúria na Copa do Mundo de 2014. Optou, portanto, em não defender o país onde nasceu.

Mas por que Diego Costa faz tanta falta à Seleção, que estreia nesta quinta-feira contra o Chile nas Eliminatórias? O Jovem Pan Online explica abaixo.

A necessidade de um centroavante de alto nível na Seleção

O primeiro motivo é a falta de um centroavante que seja unanimidade. Depois do fracasso de Fred na Copa, Dunga tentou suprir a posição com Diego Tardelli, Roberto Firmino e, agora, Hulk. Se o agora atleta espanhol estivesse disponível, provavelmente seria titular por ser melhor que as três opções citadas.

Raça, vontade e dedicação (até demais)

Diego Costa é o típico jogador que a torcida de seu time ama e a torcida adversária odeia. Está sempre provocando os adversários, pronto para a briga e disposto a lutar por cada bola. Para os torcedores brasileiros que exigem comprometimento dos atletas que vestem o manto amarelo, seria um deleite vê-lo em campo.

É claro que, por outro lado, há quem o acuse de ser desleal e tentar enganar os árbitros, como na confusão com Gabriel Paulista, do Arsenal. Na ocasião, o zagueiro caiu na provocação do atacante e foi expulso. Depois, a federação inglesa analisou cenas da partida e tirou a punição de Gabriel para dá-la a Diego.

E o mais importante: os gols

Mesmo não sendo um craque, Diego Costa é muito bom naquilo que precisa fazer: gols. Bom finalizador, ele foi um dos principais responsáveis por levar o Atlético de Madrid à final da Liga dos Campeões da temporada 2013-2014, quando o Real Madrid foi campeão. No Chelsea, o hispano-brasileiro foi o artilheiro da equipe na última edição do Campeonato Inglês, vencida pelos Blues, com 20 gols, seis a menos que Sérgio Agüero, artilheiro da competição.