Vettel bate recorde e lidera dobradinha da Ferrari em 2º treino livre na Rússia

  • Por Estadão Conteúdo
  • 28/04/2017 12h42
Vettel foi o mais rápido no segundo treino livre nesta sexta

Vencedor de duas das três etapas deste Mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel liderou o segundo treino livre para o GP da Rússia, nesta sexta-feira, em Sochi. Líder do campeonato, o piloto alemão da Ferrari se garantiu no primeiro lugar ao cravar o tempo de 1min34s120 na melhor das 36 voltas que deu na pista nesta sessão.

Para completar, Vettel voou baixo ao quebrar o recorde da pista russa, que pertencia ao seu compatriota Nico Rosberg, que antes de se aposentar como campeão pela Mercedes, ao fim do ano passado, ostentava a marca de 1min35s337 como a melhor do circuito local. Ele havia obtido a mesma no treino classificatório para a corrida realizada na Rússia em 2016.

Apenas o quinto colocado no primeiro treino do dia, o tetracampeão mundial desta vez superou o finlandês Kimi Raikkonen, o seu companheiro de equipe, que terminou na segunda colocação ao cronometrar 1min34s383 depois de ter sido o líder da sessão que abriu os trabalhos de pista desta corrida russa. 

Já Lewis Hamilton, vice-líder do Mundial e que vem travando acirrada disputa com Vettel desde o início da temporada, marcou 1min34s829, foi o quarto colocado com a sua Mercedes e voltou a ser superado por Valtteri Bottas, seu parceiro de time, que assegurou a terceira posição com 1min34s790. Horas mais cedo, o finlandês fez uma dobradinha com o compatriota Raikkonen ao fechar o primeiro treino livre em segundo lugar, enquanto o inglês obteve o terceiro.

E, assim como Ferrari e Mercedes, a Red Bull colocou dois carros andando juntos nesta segunda sessão de treinos ao ver o holandês Max Verstappen conquistar a quinta posição com a marca de 1min35s540 e o australiano vir logo atrás, em sexto, com 1min35s910.

Atrás dos pilotos das três equipes que hoje dominam o cenário da Fórmula 1 ficou o brasileiro Felipe Massa, que melhorou uma posição em relação ao primeiro treino ao obter o sétimo lugar. Desta vez ele fez a sua melhor volta com a Williams em 1min36s261.

O grupo dos dez mais bem colocados foi fechado, em ordem, pelo alemão Nico Hülkenberg (Renault), pelo dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) e pelo mexicano Sergio Pérez (Force India). O espanhol Fernando Alonso, que havia aberto o dia com um 13º lugar, melhorou um pouco na McLaren ao conseguir o 12º neste segundo treino livre, se posicionando logo atrás do francês Esteban Ocon, 11º com a Force India. 

VANDOORNE É PUNIDO – Mas, se a evolução de Alonso foi muito pequena com o limitado carro da equipe inglesa, o seu companheiro de time teve um motivo bem pior para lamentar nesta sexta. Apenas o 16º neste segundo treino, o belga Stoffel Vandoorne foi punido com a perda de 15 posições no grid de largada da corrida deste domingo.

A punição foi dada porque a sua McLaren enfrentou problemas mecânicos no primeiro treino livre e a escuderia se viu obrigada a trocar componentes do motor do seu carro, sendo que esta já é a quinta mudança de unidade de potência do seu monoposto após apenas três provas disputadas. Ele acabou ultrapassando o limite de trocas permitida pelo regulamento, o que ocasionou a sanção.

O treino de classificação para o grid do GP da Rússia será às 9 horas (de Brasília) deste sábado, mesmo horário da largada da corrida que ocorre neste domingo.