Victorino projeta sequência de jogos e vê evolução no time do Palmeiras

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2014 17h34

O zagueiro uruguaio Victorino disse que viu evolução no time do Palmeiras em jogo contra Atlético-PR

Zagueiro Victorino

O zagueiro Victorino, aos poucos, está conquistando seu espaço no Palmeiras. Depois de ficar um bom tempo sem atuar, o uruguaio agora tem condições de atuar e se diz preparado para auxiliar o alviverde de Palestra Itália no Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (8), o atleta consegue visualizar uma evolução em sua condição física e, consequentemente, em seu futebol.

“É o grande momento. Infelizmente, eu tive uma lesão grave que me afastou do campo por muito tempo, e depois, no meu retorno, tive várias lesões musculares. Junto com o departamento médico do Palmeiras, fizemos um trabalho bom. Estou pronto para jogar todos os jogos que tivermos pela frente”, falou o camisa 28. “Estou feliz por ter a chance de voltar e ser titular, além de ajudar o grupo, ainda mais nessa fase que estamos passando. Estou aqui para ajudar. Todos têm a sua chance, e eu tive a minha e tenho de aproveitar o máximo possível, com nível alto para tentar manter a titularidade”, prosseguiu.

No último domingo (7), atuando fora de casa, o Palmeiras ficou em um empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), na estreia de Dorival Júnior no comando do Verdão. Victorino admite que percebeu uma evolução na equipe em relação a compromissos anteriores.

“Mesmo nos jogos anteriores, o time sempre se esforçou. Sabíamos que precisávamos mais do que isso, não era só correr e ter vontade de ganhar que o resultado viria. Além dessa vontade que tínhamos, o Palmeiras, ontem (domingo), jogou muito melhor do que vinha jogando com a bola. Precisamos criar mais situações de gols, ir para cima de todos os times adversários, seja em casa ou fora”, apontou.

Victorino ainda achou o Palmeiras melhor do que o Atlético-PR dentro de campo. “Na hora da posse de bola, acredito que jogamos mais, tocamos mais a bola. Fomos mais incisivos, tivemos mais situações de gols. Foi um jogo que, enquanto estava 11 contra 11, foi muito bom para a gente. Se ficássemos com 11 até o final, teríamos grandes chances de virar o placar. Estávamos jogando melhor do que eles. Defensivamente, nós estávamos mais sólidos e compactos”, finalizou o uruguaio, citando a expulsão de Josimar no segundo tempo.

O Palmeiras volta a entrar em campo nesta quarta-feira (10), às 19h30 (de Brasília), quando recebe o Criciúma, no Estádio do Pacaembu, para confronto direto entre equipes que brigam para fugir da zona de rebaixamento. O Palmeiras é o atual 16º colocado, primeiro time fora da zona da degola, com 18 pontos conquistados em 19 partidas (cinco vitórias, três empates e 11 derrotas). Já o Criciúma está na 17ª posição, também com 18 pontos conquistados (quatro vitórias, seis empates e nove derrotas).