Vidal admite ter ficado intimidado com Maracanã e comemora vitória “incrível”

  • Por Agencia EFE
  • 18/06/2014 21h31
Vidal pula sobre Aranguiz para comemorar segundo gol chilenoVidal pula sobre Aranguiz para comemorar segundo gol chileno

O meia Arturo Vidal, que ajudou nesta quarta-feira (18) a seleção chilena vencer a Espanha por 2 a 0, e avançar às oitavas de final da Copa do Mundo, admitiu ter ficado intimidado por jogar no Maracanã, palco da partida válida pelo grupo B do torneio.

“É muito difícil jogar neste estádio espetacular, mas demonstramos que somos uma equipe que jogo a jogo pode melhorar”, avaliou ojogador da Juventus.

Vidal, que chegou a ter presença na Copa colocada em dúvida, garantiu que a vitória chilena sobre os atuais campeões do mundo é uma das coisas mais “incríveis” que aconceram até hoje no Maracanã.

“Ganhamos. Ganhamos da campeã do mundo, mas esse não era nosso maior objetivo. Nossa meta era apenas ganhar, pegar confiança e, quem sabe, ser campeões do mundo”, afirmou o meia.

Sobre o próximo adversário no grupo, a também invicta Holanda, o chileno foi todo elogios, principalmente pela força física do rival, e também pelo bom futebol, como o apresentado na goleada sobre a Espanha por 5 a 1, na primeira rodada.

“Eles (os holandeses) têm jogadores muitos bons. A Holanda é uma equipe jovem também, uma equipe que tem muitas expectativas de bons resultados”, garantiu Vidal.

O próximo compromisso chileno está marcado para terça-feira na Arena Corinthians, em São Paulo. Até lá, o meia revelou que a seleção não pensa em um possível confronto com o Brasil nas oitavas de final.

“Não estamos pensando em enfrentar ninguém. Estamos jogando partida a partida e pensando em ganhar todas as que vierem”, concluiu.