Vigilância nas fronteiras barrará torcedores violentos durante a Copa

  • Por Agencia EFE
  • 13/05/2014 15h32

A celebração do "Dia do Torcedor do Boca Juniors" acaba em confusão com polícia

A celebração do "Dia do Torcedor do Boca Juniors" acaba em confusão com polícia

O Ministério do Esporte informou nesta terça-feira que os torcedores violentos de outros países que viajarem para o Brasil durante a Copa do Mundo serão barrados na fronteira.

Policiais de outros países, entre eles Argentina e Inglaterra, estão enviando listas com nomes de torcedores “com histórico de violência” e antecedentes criminais. Os torcedores que aparecem nessas listas serão parados na fronteira, impedidos de entrar no Brasil e deportados para seus respectivos países, segundo o comunicado.

Os barra bravas, como são chamados os torcedores violentos na Argentina, que conseguirem superar essa filtragem e entrar no Brasil, poderão ser identificados pelos policiais de seus respectivos países que estejam trabalhando na Copa.

Cada um dos 32 países que participarão da Copa enviarão sete policiais para participar do esquema de segurança do Mundial e estarão destacados no Centro de Cooperação Policial Internacional em Brasília.

Outras equipes de policiais acompanharão os deslocamentos de suas respectivas seleções e estarão presentes nas Fan Fests, com o objetivo de identificar quem tiver antecedentes criminais e evitar possíveis episódios violentos. EFE