Vinte e cinco torcedores do Corinthians e do Palmeiras irão a júri popular

  • Por Agência Brasil
  • 18/03/2015 17h39
SÃO PAULO,SP,25.10.2014:PALMEIRAS-CORINTHIANS - Torcida do Palmeiras e PM durante a partida entre Palmeiras SP e Corinthians SP em partida válida pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014, no Estádio Pacaembú em São Paulo (SP), neste sábado (25). (Foto: Leandro Martins/Futura Press/Folhapress)Em clássico nervoso

Integrantes das torcidas organizadas Gaviões da Fiel, do Corinthians, e da Mancha Alviverde, do Palmeiras, irão a júri popular por causa da morte de dois palmeirenses em uma briga na zona norte de São Paulo, em março de 2012. A decisão é do juiz Paulo de Abreu Lorenzino, da 2ª Vara do Júri do Foro Regional de Santana.

Segundo o Ministério Público, essa foi a primeira denúncia aceita pela Justiça contra membros de torcida organizada por esse tipo de crime.

De acordo com a decisão, 14 membros da Gaviões da Fiel serão julgados por homicídio qualificado (motivo torpe e formação de quadrilha). Já os 11 torcedores da Mancha Verde serão julgados por formação de quadrilha.

A briga ocorreu no dia 25 de março de 2012 na Rua Inajar de Souza, zona norte da capital paulista. Segundo a denúncia feita pela promotora Cláudia Ferreira Mac Dowell, integrantes da Gaviões da Fiel decidiram aproveitar o confronto para vingar a morte de Douglas Karim da Silva, atribuída por eles a integrantes da Mancha Alviverde. No confronto morreram André Alves Lezo e Guilherme Vinícius Jovanelli Moreira, ambos integrantes da Mancha Alviverde, atingidos por golpes na cabeça.

Para o juiz, “os fatos imputados a todos os denunciados são de extrema gravidade, sendo desnecessária qualquer maior fundamentação. Tratou-se de mais um dos diversos e infelizes casos envolvendo briga entre fanáticos torcedores que, ao que se verifica, se interessam mais pela violência pré ou pós-jogos do que pelo esporte, trazendo risco não somente para os cidadãos de bem que pretendem acompanhar o evento esportivo e time de predileção, mas também fomentando, cooptando, agremiando outros jovens para que se tornem também rixosos e perigosos delinquentes”.

Em sua decisão, o juiz também proibiu seis membros da Gaviões da Fiel de frequentar e acessar as dependências de estádios de futebol em todo o país que sediarem jogos do Corinthians. A mesma medida foi aplicada a dois torcedores da Mancha Alviverde, impedidos de entrar em locais que recebam jogos do Palmeiras. Segundo o Tribunal de Justiça, cabe recurso da sentença.

O Ministério Público disse que vai recorrer da sentença para inclusão de outros três denunciados que não foram citados na decisão. Para o juiz, a denúncia contra os três torcedores foi rejeitada porque não havia “qualquer indício de autoria ou participação nos delitos”.