Voos chegam com atraso e velório na Arena Condá só deve começar às 14hs

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 03/12/2016 09h14
RENATO PADILHA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOAviões da Força Aérea Brasileira chegam com os corpos das vítimas voo que levava a delegação da Chapecoense

A chegada em Chapecó dos dois aviões com os corpos das vítimas da tragédia no voo da Chapecoense emocionou os familiares e amigos no aeroporto. As duas aeronaves aterrissaram no aeroporto da cidade do oeste de Santa Catarina próximo das 10h.

Pouco antes, cerca de 50 familiares reuniram-se com o presidente da República, Michel Temer, no aeroporto. A imprensa não teve acesso à sala reservada para o encontro do peemedebista com as famílias. Apesar de estar presente na cidade de Chapecó, Temer pode não comparecer ao velório com receio de receber vaias. O que é certo, é que o mandatário irá entregar às famílias das vítimas a Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento do governo federal e do povo brasileiro pelos serviços prestados ao País por todos os que estavam naquele voo.

Também estão no aeroporto o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani, e o secretário geral da CBF, Walter Feldman

Houve atraso da decolagem dos voos que trazem os corpos das vítimas do acidente aéreo da Chapecoense, de Manaus para Chapecó, que adiou em cerca de duas horas o início das homenagens na cidade catarinense, na manhã deste sábado. Os corpos serão velados em uma aguardada cerimônia na Arena Condá, estádio do time catarinense. 

A previsão inicial era de que os três aviões C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) desembarcassem em Chapecó por volta das 8 horas deste sábado, vindos de Manaus. 

Com o atraso, as cerimônias também terão início com atraso, em relação à programação inicial. O evento na Arena Condá, que começaria ao meio-dia, agora só terá início às 14 horas. Os portões do estádio, que deveriam ser abertos às 7 horas, só foram liberados para a torcida às 7h30.

A FAB não explicou o motivo do atraso. Vindos de Medellín, os voos com os corpos de 50 vítimas do acidente na Colômbia fizeram uma escala programada em Manaus para reabastecer. A aterrissagem na Base Aérea de Manaus aconteceu por volta das 23h30 desta sexta-feira. 

A previsão inicial da FAB era permanecer em Manaus por apenas duas horas, para “reabastecimento e desembaraço alfandegário”. No entanto, os aviões ficaram quatro horas em solo amazonense. Neste período, os corpos foram homenageados por locais e por uma breve cerimônia com a presença do prefeito de Chapecó, Luciano Buligon.