Zagueiro ex-palmeirense ‘marca dois’ e São Paulo perde para o Atlético-PR

  • Por Jovem Pan
  • 01/07/2015 23h57
CURITIBA, PR - 01.07.2015: ATLÉTICO PR X SÃO PAULO - O zagueiro Gustavo do Atlético Paranaense comemora seu gol durante partida entre Atlético Paranaense e São Paulo válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro 2015, no estádio da Arena da Baixada, nesta quarta-feira (10). (Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem/Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 949159O zagueiro Gustavo marcou o primeiro gol do Atlético pouco depois de salvar seu time na defesa

O São Paulo visitou o Atlético-PR na Arena da Baixada nesta quarta-feira (1) em busca de recuperação no Campeonato Brasileiro após ser goleado pelo Palmeiras na última rodada. No entanto, o equipe do técnico Osorio, suspenso nessa partida, voltou a falhar em jogadas aéreas e conheceu sua segunda derrota seguida. O zagueiro Gustavo, ex-Palmeiras, foi o nome do jogo ao salvar um gol tricolor em cima da linha e abrir o placar para a vitória atleticana por 2 a 1.

O primeiro tempo não teve chances de gol em grande número, mas as criadas foram perigosas. A primeira delas foi belo em chute de Hernani que Rogério Ceni espalmou. Pato respondeu batendo de fora da área e errou por pouco. Na oportunidade mais clara até então, Pato encontrou Ganso livre na área, o camisa 10 dominou e tocou na saída de Weverton. Antes de a bola passar a linha do gol, o zagueiro Gustavo, aquele que jogou no Palmeiras, apareceu para tirar.

Pouco depois, Gustavo voltou a brilhar. Nikão sofreu falta pela direita e foi para a cobrança. No cruzamento na área, o defensor apareceu para cabecear e abrir o placar. Com a vantagem, o Atlético-PR se encolheu na defesa, dando ao adversário espaço para trocar passes, mas não para criar chances claras. Assim, o time da casa foi para o intervalo em vantagem.

Vantagem que parecia não existir na segunda etapa. Ao invés de manter a estratégia de esperar pelo contra-ataque, a equipe paranaense começou a marcar o Tricolor no campo de ataque e criar muitas chances. Em uma delas, Walter recebeu pela direita e cruzou para Marcos Guilherme, vice-campeão com a Seleção Sub-20, finalizar cruzado, sem chances para Rogério Ceni. Aos 18 minutos, Walter deu um chapéu em Centurión e incendiou a Arena da Baixada. Na sequência, Natanael arrematou no canto, Ceni espalmou e, no rebote, Ytalo acertou o travessão. Logo depois, Walter bateu firme de fora da área e colocou o goleiro para trabalhar.

Quando parecia que o São Paulo caminhava para levar outra goleada, o goleiro Weverton o recolocou no jogo. Ao sair jogando, ele entregou de graça para Centurión, que o driblou e mandou para as redes. Renovado, o time paulista esboçou uma pressão, mas, com exceção de uma finalização de Thiago Mendes para fora, o Atlético conseguiu se segurar na defesa sem sustos. No fim do jogo, Michel Bastos ainda tentou dentro da área e mandou para fora, mas a arbitragem pegou impedimento de Carlinhos, que havia lhe dado o passe de cabeça.

Com a derrota, o São Paulo permanece sem vencer o adversário na Arena da Baixada, estaciona nos 17 e cai para a sexta posição. A próxima parada será contra o Fluminense, domingo (5), no Morumbi. Já o Furacão chegou a 19 pontos, na quarta colocação, e visitará o Cruzeiro no próximo sábado.