Abdelmassih sai de hospital com tornozeleira e já cumpre pena em casa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 24/06/2017 12h09
Divulgação/SenadEx-médico Roger Abdelmassih foi enviado para prisão domiciliar em maio

O ex-médico Roger Abdelmassih, condenado a 181 anos de prisão pelo estupro de pacientes em sua clínica de reprodução, deixou o hospital em que estava internado, no fim da noite desta sexta-feira (23), em Taubaté. Com tornozeleira eletrônica, ele chegou à casa em que reside com a família, no bairro Pinheiros, em São Paulo, no início da madrugada deste sábado (24). Abdelmassih viajou de carro, acompanhado pela esposa e por dois profissionais de saúde.

O médico, de 73 anos, foi beneficiado com o regime de prisão domiciliar depois que laudos apontaram que ele é portador de cardiopatia grave. Ele obteve o benefício na quarta-feira (21), mas permaneceu no hospital para o tratamento de uma infecção urinária. Abdelmassih deve passar por exames a cada três meses e, caso sua saúde melhore, pode ser levado de volta para a Penitenciária de Tremembé, onde cumpria pena desde 2014.