Ações violentas no Iraque matam pelo menos 11 agentes de segurança

  • Por Agencia EFE
  • 21/03/2014 09h25

Bagdá, 21 mar (EFE).- Pelo menos 11 agentes de segurança, entre eles um general da polícia, morreram e outros três ficaram feridos nesta sexta-feira no Iraque em novos ataques, nos quais faleceram também três supostos terroristas, informou à Agência Efe uma fonte do Ministério iraquiano de Interior.

No ataque mais sangrento, sete uniformizados, entre eles o general Rageb al Umairi, alto responsável da Polícia Federal, morreram com a explosão de um caminhão-bomba perto de um quartel de segurança na zona de Anyana, 90 quilômetros ao norte de Baquba, capital da província de Diyala (nordeste).

Dois policiais e três homens armados perderam a vida em duros choques entre os serviços de segurança e supostos membros da Al Qaeda em povoações da zona de Taba, ao nordeste de Baquba, acrescentou a fonte.

Os homens armados usaram explosivos para destruir duas pontes na região durante esses enfrentamentos, segundo a fonte.

Além disso, dois membros da Polícia Federal morreram e outros três ficaram feridos em um ataque suicida com carro-bomba contra um posto de controle no norte da cidade de Samarra, na província de Salah ad-Din (ao norte de Bagdá).

Um grupo de homens armados atacaram esse posto de controle após a explosão, sequestraram cinco policiais que se encontravam no lugar, e se apropriaram de suas armas e de seus veículos.

O Iraque enfrenta um aumento da violência confessional e dos atentados terroristas que causaram no ano passado a morte de mais de 8.860 pessoas, delas 7.818 civis, segundo um das Nações Unidas. EFE