Ações violentas no Iraque matam pelo menos 19 agentes de segurança

  • Por Agencia EFE
  • 21/03/2014 13h23

(Atualiza com novo número de vítimas)

Bagdá, 21 mar (EFE).- Pelo menos 19 agentes de segurança, entre eles um general da polícia, morreram e outros oito ficaram feridos nesta sexta-feira no Iraque em novos ataques, nos quais faleceram também três supostos terroristas, informou à Agência Efe uma fonte do Ministério iraquiano de Interior.

No ataque mais sangrento, 15 uniformizados, entre eles o general Rageb al Umairi, alto responsável da Polícia Federal, morreram com a explosão de um caminhão-bomba perto de um quartel de segurança na zona de Anyana, 90 quilômetros ao norte de Baquba, capital da província de Diyala (nordeste).

Este ataque também deixou outros cinco agentes feridos e destruiu totalmente a sede da polícia.

Enquanto isso, dois policiais e três homens armados perderam a vida em duros choques entre os serviços de segurança e supostos membros da Al Qaeda em povoações da zona de Taba, ao nordeste de Baquba, acrescentou a fonte.

Os homens armados usaram explosivos para destruir duas pontes na região durante esses enfrentamentos, segundo a fonte.

Além disso, dois membros da Polícia Federal morreram e outros três ficaram feridos em um ataque suicida com carro-bomba contra um posto de controle no norte da cidade de Samarra, na província de Salah ad-Din (ao norte de Bagdá).

Um grupo de homens armados atacaram esse posto de controle após a explosão, sequestraram cinco policiais que se encontravam no lugar, e se apropriaram de suas armas e de seus veículos.

O Iraque enfrenta um aumento da violência confessional e dos atentados terroristas que causaram no ano passado a morte de mais de 8.860 pessoas, delas 7.818 civis, segundo um das Nações Unidas. EFE