Al Qaeda toma cidade estratégica ao sul do Iêmen

  • Por EFE
  • 02/12/2015 10h24

Combatentes da organização terrorista Al Qaeda tomaram nesta quarta-feira o controle de Zinyibar, capital da província de Abien, a segunda capital que ocupam, após a queda da capital de Hadramut em abril, informaram à Agência Efe fontes das milícias tribais e moradores locais.

As fontes explicaram que as milícias tribais Comitês Populares, leais ao governo iemenita, e seu dirigente, Abdul Latif al Sayed, fugiram para a região de Batis, no norte de Abien, depois de a Al Qaeda tomar o controle de Zinyibar e da cidade de Yaar, a cerca de dez quilômetros uma da outra.

As mesmas fontes assinalaram que pelo menos seis milicianos morreram nos confrontos, e também um irmão de Sayed. Além disso indicaram que os terroristas estabeleceram postos de controle nos acessos e nas avenidas das duas cidades.

Moradores locais revelaram que membros da Al Qaeda pediram pelos alto-falantes das mesquitas aos habitantes de Zinyibar e Yaer que colaborem com eles.

Segundo estas fontes, os milicianos tribais mantiveram intensos combates com centenas de terroristas, liderados pelo dirigente Jalal Baleidi, que atacaram Zinyibar e Yaar.

Zinyibar e Year estão a cerca de 60 quilômetros da cidade portuária de Áden, a sede provisória do governo do presidente iemenita, Abdo Rabbo Mansour Hadi.

Esta é a segunda vez que Al Qaeda toma o controle de Zinyibar e de Yaar. Elas foram ocupadas em maio de 2011, quando o grupo as declarou parte do emirado islâmico.

No entanto, as cidades foram recuperadas um ano depois pelo exército iemenita com o apoio milicianos tribais e de aviões não tripulados e navios de guerra americanos.

Em abril deste ano os terroristas da Al Qaeda tomaram o controle total de outra capital de província, Al Mukala, centro administrativo da região de Hadramut, no sudeste do Iêmen.