Alckmin defende acolhimento de haitianos em SP, mas prega processo disciplinado

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2015 16h38
Haitianos chegam desolados em São Paulo

Governo do Acre vai enviar ônibus com haitianos para Santa Catarina sem qualquer aviso prévio. O Estado alegou que cabe às autoridades federais fazer a comunicação sobre a viagem dos refugiados.

O Ministério da Justiça resolveu suspender estas viagens para São Paulo, depois das reclamações do prefeito Fernando Haddad. Já o governador Geraldo Alckmin defendeu que os haitianos sejam acolhidos no Brasil, mas pregou um processo disciplinado.

“Nós somos terra de imigrantes. São Paulo é uma terra cosmopolita. O que não pode é ter isso de forma não regular, oficializada. Não pode colocar no ônibus e trazer aqui centenas de haitianos sem nenhuma programação, sem nenhum trabalho. Isso não é possível. Para evitar que se haja dessa forma até desumana em relação a imigrantes em São Paulo”, explicou.

Geraldo Alckmin determinou à secretaria da Justiça para que seja feita uma interlocução com a prefeitura e as autoridades federais.