Alemanha: 3,1 milhões de pessoas com trabalho vivem à beira da pobreza

  • Por Agencia EFE
  • 24/01/2015 14h11

Berlim, 24 jan (EFE).- Cerca de 3,1 milhões de pessoas com trabalho na Alemanha viviam à beira da pobreza em 2013, segundo dados de uma análise do Escritório Federal de Estatística (Destatis), divulgada neste sábado pelo jornal “Saarbrücker Zeitung”.

Na Alemanha são cada vez mais as pessoas que praticamente não podem viver só de seu salário, enquanto em 2008 este era o caso de cerca de 2,5 milhões de pessoas, 25% a menos.

As enquetes revelam que 379 mil trabalhadores com risco de cair na pobreza não podiam pagar em 2013 pontualmente seus aluguéis.

Além disso, 417 mil renunciavam ao uso adequado da calefação em seus lares e 538 mil economizavam em alimentação, ao ingerir só a cada dois dias uma comida com os nutrientes necessários.

Para a metade dos afetados, cerca de 1,5 milhão de pessoas, uma estadia de férias de uma semana era impagável em 2013, enquanto quase 600 mil pessoas não podiam se permitir ter carro próprio.

Segundo a definição europeia, uma pessoa está ameaçada de viver na pobreza se seus ingressos -incluindo ajudas sociais- são menores do que 60% da renda média do conjunto da população.

Em 2013, este umbral se situava nos 979 euros líquidos ao mês para uma pessoa só.

Em outubro, o Destatis informou que cerca de 13 milhões de alemães, praticamente um de cada seis, vivia em 2013 à beira da pobreza. EFE