Aliança opositora agradece oferta de Vaticano para diálogo na Venezuela

  • Por Agencia EFE
  • 30/03/2014 18h04

Caracas, 30 mar (EFE).- A Mesa da Unidade Democrática (MUD), que agrupa a maioria dos partidos da oposição da Venezuela, agradeceu neste domingo a oferta do Vaticano de participar de um diálogo com o governo do presidente Nicolás Maduro.

Em sua conta no Twitter, o secretário-executivo da MUD, Ramón Guillermo Aveledo, disse que a oferta foi mais uma amostra do afeto do papa Francisco pela Venezuela.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, disse recentemente que a Santa Sé e seu secretário de Estado, o cardeal italiano Pietro Parolin, ex-núncio apostólico em Caracas, estão dispostos a ajudar a se buscar uma solução para a crise venezuelana, que desde 12 de fevereiro passado deixou 39 mortos em protestos contra Maduro.

Há três dias, o presidente da Venezuela disse que aceitava a presença de uma “testemunha internacional” no diálogo com a oposição, como recomendou a comissão de chanceleres dos países da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que visitou o país nesta semana.

A missão da Unasul se reuniu durante com as forças políticas que se enfrentam na Venezuela, além de setores da igreja e empresariais, e recomendou Parolin, nomeado cardeal por Francisco, como “testemunha internacional”. EFE