ANACE vai questionar aumento na energia

  • Por Jovem Pan
  • 19/02/2015 12h58
Linhas de transmissão de energia

Associação Nacional dos Consumidores de Energia (ANACE) vai questionar na justiça aumento de 53% na conta de luz das indústrias. O reajuste foi autorizado e deve entrar em vigor em março. O valor arrecadado irá subsidiar programas sociais, pagar despesas do setor e custear a operação das termoelétricas. As empresas localizadas no Sudeste também vão desembolsar mais R$79 por megawatt/hora para cobrir o rombo no setor e os efeitos da seca.

O presidente da ANACE, Carlos Faria, criticou o repasse das tarifas após o atropelo nas renovações das concessões. “Esses encargos precisam ser mais discutidos e não simplesmente transferidos para o consumidor da forma com que foi feito”, afirmou.

Apesar das chuvas e da alta das represas da região Sudeste, a crise hídrica está longe do fim, já que vários reservatórios ainda estão com níveis de água abaixo dos limites de segurança.

Com base nisso, o professor Afonso Henrique dos Santos, ex-diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), afirmou que as ameaças de apagões aumentaram. “É como se fosse um carro andando lento em terceira ou quarta marcha, ele vai engasgar e, conforme for, ele morre. O que está se passando com essas usinas que têm a quantidade de reservatório muito baixa é a possibilidade de engasgar e morrer, promovendo um novo apagão”, comparou.

Ouça reportagem completa no áudio acima.