Aplicativo Uber é suspenso por decisão da Justiça

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2015 12h45
Taxistas fazem carreata da Praça Charles Muller até a Câmara Municipal de São PauloTaxistas fazem protesto em São Paulo

Tribunal de Justiça de São Paulo suspende as atividades do aplicativo Uber no Brasil. A liminar determina que o serviço seja interrompido imediatamente sob pena de multa diária de até R$100 mil.

A decisão do juiz Roberto Luiz Corcioli Filho obriga as lojas online do Google, Apple, Microsoft e Samsung a impedir o download do aplicativo. O Uber permite que usuários de transporte público possam utilizar serviços de motoristas particulares, o que gera conflito com os taxistas.

O presidente da Associação Brasileira das Associações e Cooperativas de Táxis, Edmilson Americano, diz que a decisão levou em conta a ilegalidade do aplicativo. “Esse aplicativo aproxima o transporte clandestino e irregular de um usuário interessado em usar o sistema de transporte. Eu não posso ter uma ferramenta tecnológica para burlar fiscalização”, acusa.

Os representantes do aplicativo Uber informaram que ainda não foram notificados sobre a decisão. Por meio de nota, a empresa informou que “é uma empresa de tecnologia que conecta motoristas parceiros particulares a usuários. Reforçamos publicamente nosso compromisso em oferecer aos paulistas uma alternativa segura e confiável de mobilidade urbana”.