Após 17 anos de buscas, filho acha matador do pai

  • Por Estadão Conteúdo
  • 04/07/2016 12h21
Sorocaba

Durante 17 anos, um morador de São Paulo percorreu o Brasil em busca do homem que assassinou seu pai e fugiu. A longa jornada por justiça terminou, na noite de sexta-feira (1), no bairro Vitória Régia, em Sorocaba, interior paulista. Levados pelo filho, policiais militares prenderam Neurivan Santos da Silva, acusado de ter matado, a tiros, na noite de Natal de 1999, o empreiteiro Davi da Silva Tanajura, então com 45 anos. 

De acordo com o filho da vítima, que prefere ter a identidade preservada, Silva era meio irmão da esposa de Davi e, naquela noite, havia participado da ceia de Natal com a família. Na época, o suspeito estava em processo de separação da ex-mulher e não gostou de ver o empreiteiro conversando com ela.

Houve uma discussão na frente da casa e, quando Davi se virou para entrar, foi atingido por três disparos nas costas. O autor dos tiros fugiu. Na época, a Justiça decretou a prisão do acusado, mas ele nunca foi detido.

Inconformado, o filho decidiu fazer buscas por conta própria. Foi atrás do assassino, que chegou a morar em Minas Gerais e em outras cidades do interior paulista. Por várias vezes, ele esteve perto de apanhá-lo, mas Da Silva sempre escapava. Desta vez, ele chamou a polícia, que deteve o criminoso. O suspeito negou o crime, mas foi levado em detenção para o cárcere.