Após rompimento de barragem de areia em SP, Rio Paraíba do Sul terá análise

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2016 15h23
SP - BARRAGEM/ROMPIMENTO - GERAL - Vista da Barragem da Mineradora Meia Lua I, que se rompeu na tarde da última sexta-feira (05). Resíduos de extração de areia foram lançados no Rio Paraíba, em Jacareí (SP). Amostras de água foram coletadas por técnicos da agência para avaliar os danos ao meio ambiente. 07/02/2016 - Foto: CARLOS NARDI/WPP/ESTADÃO CONTEÚDOBarragem de areia se rompe e atinge Rio Paraíba do Sul

A avaliação que detecta a presença de material organico na água do Rio Paraiba do Sul deve ser concluída na próxima quarta-feira (10). Na sexta passada (5), uma barragem de rejeitos de extração de areia se rompeu em Jacareí, no interior paulista e o material atingiu o rio.

A lagoa de mineração estava desativada, mas uma empresa vizinha, a mineradora Rolando, passou a usar a área para depositar seus rejeitos de extração de areia. Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, uma operação irregular.

Com a ruptura da barragem, parte dos sedimentos – uma água barrenta que estava mais na superfície do reservatório – foi parar no Rio Paraíba do Sul.

A CETESB vai punir administrativamente as empresas responsáveis pelo rompimento do talude que provocou, por algumas horas, a interrupção do abastecimento de água na cidade vizinha São José dos Campos.

Segundo a Companhia, as análises sobre turbidez e metais não apresentaram alterações relevantes.

Com Carolina Ercolin