Após surto na Guiné, ebola se estende para Libéria, confirma OMS

  • Por Agencia EFE
  • 30/03/2014 20h04

Genebra, 31 mar (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou neste domingo que o surto da febre hemorrágica ebola, que até agora estava restrito a Guiné, estendeu-se para a Libéria, onde exames clínicos confirmaram dois casos da doença.

O Ministério da Saúde da Libéria disse à OMS que 27 pessoas que tiveram contato com casos da doença estão sob vigilância médica.

O surto da doença na Guiné deixou 112 pessoas doentes, das quais 70 não resistiram, o que representa uma taxa de mortalidade de 62,5%.

A OMS explicou que os dois dos novos casos são de funcionários do setor de saúde, situação que ressalta a necessidade de reforçar as medidas de prevenção e controle do contágio.

Em Serra Leoa, que como a Libéria fica na fronteira com a região onde houve um surto da doença na Guiné, dois casos suspeitos, com ocorrência de óbito, foram identificados.

Segundo a organização, todas as pessoas confirmadas e suspeitas em Serra Leoa e Libéria de terem contraído a doença viajaram para Guiné antes da manifestação dos sintomas do ebola, doença altamente contagiosa e para a qual não existe vacina nem tratamento eficaz.

A OMS reiterou hoje que não considera por enquanto recomendar nenhuma restrição de comércio ou de viagem a Guiné, Libéria e Serra Leoa. EFE