“Aposentadoria” do Windows XP, uma grande dor de cabeça para a China

  • Por Agencia EFE
  • 09/04/2014 10h05

Pequim, 9 abr (EFE).- A partir desta quarta-feira a Microsoft já não oferece suporte técnico para aquele que foi um dos seus sistemas operacionais mais populares, o Windows XP, medida que vai causar transtornos a usuários em todo o mundo mas especialmente na China, onde este software é utilizado em dois de cada três computadores.

Na China, entre 60% e 70% dos computadores -os números variam segundo diferentes estudos- ainda usam o XP, índice muito acima da porcentagem mundial, de 27%.

Os computadores com o XP poderão continuar sendo utilizados, mas a Microsoft deixará de atualizar seus sistemas de segurança, por isso estas máquinas serão cada vez mais vulneráveis a vírus e ataques, o que preocupa especialmente a China, onde calcula-se que 200 milhões de pessoas precisarão lidar com o problema.

Além disso, 90% do software utilizado no país asiático é pirateado, o que contribuiu para que muitos usuários não tenham atualizado seus computadores nos cerca de 13 anos em que a XP esteve plenamente operacional.

Uma pesquisa entre usuários chineses publicada hoje pelo jornal “South China Morning Post” afirma que mais da metade deles continuará usando XP apesar dos riscos maiores de vírus.

A pesquisa, realizada pelo Centro de Informação da Rede da Internet, acrescenta que só um quarto dos usuários seguirá os conselhos da Microsoft e atualizará seus sistemas operacionais pelos indicados pela companhia (Windows 8 e 8.1).

Segundo a publicação especializada “ComputerWorld”, a existência de uma grande “comunidade” de computadores na China que a partir de agora não conta com suporte técnico atualizado causa uma ameaça mundial à rede, já que podem se transformar em computadores fáceis de manipular para implementação de vírus e software maliciosos (malware). EFE