Aquário de São Paulo apresenta primeiros ursos polares do Brasil

  • Por Agencia EFE
  • 14/04/2015 18h12

(corrige nome do estabelecimento, é Aquário de São Paulo).

São Paulo, 14 abr (EFE).- Aurora e Peregrino, dois ursos polares com sobrenome russo, desembarcaram no Brasil em dezembro e se transformaram nesta terça-feira nos primeiros animais de sua espécie a serem apresentados no país.

Nascidos na gélida Rússia, os mamíferos aterrissaram durante o verão no aquário de São Paulo, o maior da América Latina e serão apresentados ao público brasileiro na próxima quinta-feira.

Apesar do contraste climático entre os dois países, Aurora e Peregrino, que juntos pesam 730 quilos, conseguiram se adaptar sem dificuldades a sua nova casa, de 1.500 metros quadrados e climatizada com temperaturas que variam entre 15 e 5 graus abaixo de zero.

Até migrarem, os ursos polares viviam em um zoológico na cidade russa de Kazan, mas, segundo os especialistas, o espaço não era suficientemente grande para o desenvolvimento adequado.

Por isso, após dois anos de negociação, 15 horas de voo e US$ 22 mil, os animais chegaram a São Paulo como parte de um projeto de preservação e reprodução que começa a dar resultados.

Após passar quatro meses em terras brasileiras, Aurora e Peregrino, de quatro e cinco anos respectivamente, copularam recentemente, e é possível que a fêmea esteja grávida, uma hipótese que será confirmada nas próximas semanas após avaliar seu comportamento e seu peso.

O cientista do zoológico de Kazan, Ivan Ezhov, por sua vez, destacou a qualidade das instalações, assim como o trabalho desenvolvido pelos especialistas do aquário de São Paulo.

“Gostamos muito do que vimos (quando visitaram o aquário). O trabalho dos especialistas, o recinto. É magnífico, um dos melhores que vimos. Melhor que o de Kazan”, comentou Ezhov à Agência Efe.

A chegada de Aurora e Peregrino promete marcar uma nova era do Aquário de São Paulo, que terá sua ampliação inaugurada na próxima quinta- feira, quando também serão apresentados à sociedade paulistana outros mamíferos, seis cangurus vindos da Oceania e 13 suricatos. EFE

ass/cd