Ataque de Al Shabab deixa vários mortos em base da União Africana na Somália

  • Por Agencia EFE
  • 01/09/2015 06h38

Mogadíscio, 1 set (EFE).- Dezenas de pessoas morreram na madrugada desta terça-feira em um ataque do grupo terrorista Al Shabab contra uma base da Missão da União Africana na Somália (AMISOM) na cidade de Janale, a cerca de 90 quilômetros de Mogadíscio.

A milícia islâmica garantiu que 50 soldados morreram no ataque, enquanto a AMISOM, que confirmou o incidente, não proporcionou por enquanto nenhum número de vítimas.

O atentado aconteceu no começo da manhã, quando os terroristas detonaram um carro-bomba na base e, posteriormente, entraram armados no recinto, no qual estão baseados os soldados ugandenses da AMISON, relataram à Agência Efe fontes locais.

Após um enfrentamento entre as tropas da UA e os jihadistas, a AMISON retomou o controle da base.

“Podemos confirmar que a base segue sob controle da AMISON. As informações sobre a base ter sido tomada e que se apoderaram de nossas armas são falsas”, assegurou a AMISON através de sua conta no Twitter.

Em junho, Al Shabab já havia atacado uma base militar em Lego, 130 quilômetros ao noroeste da capital, e causado a morte de dezenas de soldados burundineses da AMISON.

A milícia islamita Al Shabab anunciou em 2012 sua adesão formal à Al Qaeda e luta para instaurar um Estado islâmico de caráter wahhabista na Somália. EFE