Ataque à revista em Paris gera manifestações de líderes internacionais

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2015 12h23

O ataque à redação da revista Charlie Hebdo nesta quarta-feira (07) causou reação de líderes globais. O porta-voz da Casa Branca Josh Earnest disse à CNN que condena a ação nos mais fortes termos possíveis.

“Isso não é só um ataque sobre os franceses, isso é um ataque sobre os valores básicos que nós valorizamos neste país – liberdade de expressão e imprensa livre”, argumentou.

O mesmo disse a chanceler alemã Angela Merkel. Para ela, o ataque é, também, contra a liberdade da mídia. “Abominável”, sintetizou Merkel.

O presidente da Itália, Matteo Renzi, disse pelo Twitter que “violência sempre perderá contra a liberdade”.

No Reino Unido, o primeiro-ministro David Cameron condenou o ataque, cujo qual chamou de “bárbaro” e disse que o país está de pé e unido ao povo francês.

O governo brasileiro ainda não se manifestou sobre a tragédia na capital francesa.