Ataque talibã ao parlamento afegão mata dois civis e deixa 31 feridos

  • Por Agencia EFE
  • 22/06/2015 11h05

Cabul, 22 jun (EFE).- Pelo menos dois civis morreram e 31 ficaram feridos no ataque talibã nesta segunda-feira ao parlamento afegão, em uma ação na qual também morreram os sete insurgentes que tentaram entrar na câmara Baixa com explosivos e a tiros, informaram fontes oficiais.

O porta-voz da polícia de Cabul, Ebadula Karimi, disse à Agência Efe que uma mulher e uma criança morreram no ataque, reivindicado pelos talibãs e que começou com a deflagração de um veículo carregado com explosivos no exterior do lugar do Legislativo.

O porta-voz do Ministério da Saúde Pública afegão, Ismail Kawusi, manifestou à Efe que os 31 feridos foram transferidos ao hospital Istiqlal, próximo à sede legislativa.

O ataque talibã terminou com a morte dos sete atacantes, segundo informou em sua conta no Twitter o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqqi, que ressaltou que não houve feridos entre os legisladores, que foram evacuados.

Além disso, Karimi, disse à agência Efe que também não houve nenhuma vítima entre os militares e policiais afegãos, e que todo a área se encontra sob controle das forças de segurança afegãs.

Na sessão da câmara Baixa de hoje estava previsto tratar a nomeação de Masoum Stanekzai como novo ministro da Defesa, designação que deve ser ratificada no parlamento.

Os talibãs estão imersos na ofensiva de primavera, o que supôs um aumento em suas ações armadas em todo Afeganistão, entre elas vários ataques em maio a recintos hosteleiros em Cabul, nos quais morreram cerca de 20 pessoas, com vários estrangeiros entre as vítimas mortais. EFE