Ataques aéreos da coalizão internacional em Mossul matam 24 membros do EI

  • Por Agencia EFE
  • 22/09/2015 15h40

Mossul (Iraque), 22 set (EFE).- Pelo menos 24 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), entre eles dois de seus líderes, morreram nesta terça-feira em ataques aéreos da coalizão internacional contra a cidade setentrional iraquiano de Mossul.

O responsável de segurança da União Patriótica do Curdistão (UPK) do Iraque, Gayaz al Suryi, disse em declarações à Agência Efe que os bombardeios tiveram como alvo um quartel do EI nas imediações do bairro Al Shifá, situado no centro da urbe.

A coalizão internacional, liderada pelos EUA, atacou também uma das fábricas que os jihadistas usam para a preparação de artefatos explosivos e projéteis carregados com material químico para atacar seus inimigos, segundo a fonte.

Este último bombardeio foi registrado nesta madrugada na zona industrial do Vale Akab, situada ao oeste de Mossul.

A coalizão retomou ontem, segunda-feira, os intensos ataques aéreos contra os quartéis e posições do EI em Mossul e contra a maioria das zonas da província de Ninawa, da qual a cidade é seu capital.

O EI conquistou Mossul em 10 de junho de 2014 e declarou um califado nas regiões sob seu domínio no Iraque e na Síria, onde controla amplas zonas e várias cidades importantes.EFE