Ataques jihadistas deixam 19 soldados e policiais iraquianos mortos

  • Por Agencia EFE
  • 29/08/2015 15h58

Bagdá, 29 ago (EFE).- Pelo menos 19 militares e agentes da polícia morreram neste sábado e mais de 31 ficaram feridos em ataques lançados pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) na província iraquiana de Al-Anbar, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

O ataque mais grave matou oito militares, entre eles três oficiais, e feriu sete na explosão de dois artefatos perto de uma patrulha do exército iraquiano na fronteira com a Jordânia.

Em outra ação, seis militares e milicianos xiitas pró-governo morreram e outros dez sofreram ferimentos em um ataque suicida com um veículo militar carregado de explosivos nas proximidades do Hospital Jordaniano, no leste da cidade de Faluja, a segunda maior de Al-Anbar.

Em mais enfrentamentos entre jihadistas e soldados quatro militares morreram e nove ficaram feridos perto da região de Al Falahat, ao oeste de Faluja.

As mesmas fontes informaram que em um ataque com morteiros do EI contra uma delegacia em Al Habbaniya, em Al- Anbar, um agente de segurança morreu e cinco ficaram feridos.

Enquanto, em Al Hoseiba, também em Al-Anbar, seis radicais islâmicos foram mortos em um enfrentamento com policiais.

Além de Mossul, os esforços das autoridades estão focados atualmente em recuperar o controle de Al-Anbar, especialmente sua capital, Ramadi, tomada pelos jihadistas em maio. EFE