Ataques no Iraque deixam oito mortos

  • Por Agencia EFE
  • 07/01/2014 10h19

Bagdá, 7 jan (EFE).- Sete iraquianos e um egípcio morreram nesta terça-feira em vários ataques, um deles suicida, no Iraque, enquanto as forças de segurança mataram um terrorista antes que pudesse cometer um atentado contra um prédio do governo no norte de Bagdá, informaram à Agência Efe fontes policiais.

Um suicida que dirigia um caminhão-bomba atacou a delegacia de polícia de Koraa, no centro de Kirkuk, a 250 quilômetros ao norte de Bagdá, deixando três mortos, entre eles um civil, e 57 feridos.

A explosão destruiu 25 carros e danificou apartamentos e lojas próximas.

Em outro ponto, um membro do Conselho de Salvação iraquiana, milícias sunitas que lutam contra Al Qaeda, morreu em um ataque de homens armados ao norte de Baquba, capital da província de Diyala, ao norte do Iraque, informaram as fontes policiais.

Além disso, homens mataram um idoso perto de sua casa em Canaán, a 75 quilômetros ao nordeste de Bagdá e um agricultor foi assassinado por homens armados não identificados perto de sua casa em Balad Ruz, no leste de Diyala, nordeste da capital iraquiana.

As fontes de segurança informaram que os agentes suspeitaram de um carro que tentava se aproximar ao departamento de alfândegas, no centro de Tikrit, ao norte de Bagdá, e atiraram contra o veículo provocando sua explosão e a morte do motorista, que era um terrorista suicida que usava um cinto explosivo.

Em outro incidente, homens abriram fogo contra um cidadão de nacionalidade egípcia em Amil, no sudoeste de Bagdá, que morreu. EFE