Atentado deixa vários mortos no nordeste da Nigéria

  • Por Agencia EFE
  • 01/03/2014 20h43

Johanesburgo, 1 mar (EFE).- Várias pessoas morreram em um atentado com bombas realizado por supostos membros do grupo terrorista islamita Boko Haram neste sábado cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, informou a edição digital do jornal local “Punch”.

A explosão aconteceu em uma região muito povoada próxima à estrada que leva ao aeroporto da cidade, que é a capital do estado de Borno. Esse é um dos estados mais atingidos pela atividade violenta da seita fundamentalista, que tem ali um de seus redutos e sua base espiritual.

Após a explosão dos artefatos, que estavam presos em um veículo, as equipes de emergências e de segurança da região retiraram um grande número de mortos e feridos que ainda não se conhece oficialmente, segundo o jornal.

O atentado provocou pânico entre os moradores de Maiduguri, que se apressaram para voltar para as casas em busca de refúgio.

“Há pó e fumaça por toda parte, e eu vou para casa para ver se minha família está bem”, disse Yahaya Adamu, um mecânico que vive na região da explosão, ao jornal “Premium Times”.

Os radicais de Boko Haram mataram nesta semana mais de 50 pessoas no nordeste da Nigéria, em um ataque a uma escola, no estado de Yobe, e em várias ações no vizinho Adamawa.

Adamawa, Yobe e Borno os três estados onde o governo da Nigéria declarou estado de emergência no ano passado, com o objetivo de pôr fim às atividades da seita.

O Executivo nigeriano realizou um grande desdobramento de tropas nos três estados, sem que isso tenha impedido que Boko Haram continuasse promovendo ataques e assassinatos de intensidade crescente nas últimas semanas. A campanha terrorista de Boko Haram deixou três mil vítimas desde 2009, segundo os números do exército do país.

O grupo radical, cujo nome significa em línguas locais “a educação não islâmica é pecado”, luta para impor a “sharia” ou lei islâmica na Nigéria, de maioria muçulmana no Norte e predominantemente cristã no Sul.EFE