Atentado do Estado Islâmico na capital do Iraque deixa 24 mortos

  • Por Estadão Conteúdo
  • 09/06/2016 11h42
EBA76 BAGDAD (IRAK) 09/06/2016.- Los iraquíes inspeccionan el lugar donde se ha producido un atentado con coche bomba en el distrito de Al Jadida en Bagdad, Irak, hoy, 9 de junio de 2016. Los medios informaron de que esta nueva oleada de atentados en el norte y este de Bagdad tenían por objetivo el populoso mercado del distrito Al Jadida y una base militar en Taji, que ha matado a más de 22 personas y otra docena ha resultado herida. EFE/Ali Abbas EFE Ataquem

Duas explosões em áreas movimentadas deixaram ao menos 24 mortos na capital do Iraque, nesta quinta-feira (10). Os atentados foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico. 

Um carro recheado de explosivos foi detonado próximo a um cinema, no distrito de Nova Bagdá, fazendo ao menos 14 vítimas e incendiando lojas no local, segundo o ministério do Interior. A maior parte das vítimas eram mulheres e crianças.

Em outro incidente na entrada da base militar de Al Taji, no norte da cidade, um homem bomba se explodiu e matou com ele dez pessoas, entre eles quatro soldados.

Em comunicado distribuído pelas redes sociais, o Estado Islâmico reivindicou a autoria dos atentados, afirmando que eles miravam alvos xiitas.

A retomada pelas forças iraquianas das cidades de Hamadi e Hit, da província vizinha de Anbar, tem pressionado o grupo a elevar as ofensivas em Bagdá, matando ao menos 200 pessoas na região da capital apenas em uma semana de maio.

A pressão sobre o Estado Islâmico tem se elevado também nas três principais cidades controladas pelos extremistas, Falluja, no Iraque, e Manbij e Raqqa, na Síria.

Na última quarta-feira (8), forças iraquianas apoiadas por ataques aéreos da coalizão internacional entraram nos limites de Falluja pela primeira vez desde que a operação para a retomada teve inicio, em 22 de maio último.