Atentado suicida no norte de Camarões deixa pelo menos 16 mortos

  • Por Agencia EFE
  • 13/07/2015 14h25

Nairóbi, 13 jul (EFE).- Pelo menos 16 pessoas morreram em um atentado suicida perpetrado na noite de domingo por supostos membros do grupo jihadista Boko Haram na cidade de Fotokol, situada no extremo norte de Camarões e poucos metros da fronteira com a Nigéria, informaram meios de comunicação locais.

Um terrorista vestido com burca se imolou em um grande mercado da cidade, o que causou 16 vítimas mortais, segundo informações oferecidas pelas forças de segurança, que em um primeiro momento confundiram o atentado com o lançamento de foguetes.

Um segundo terrorista suicida se ateou fogo perto do quartel das forças especiais camaronesas, a Brigada de Intervenção Rápida (BIR), embora não tenha deixado vítimas mortais, declararam fontes hospitalares ao jornal “Cameroon Info”.

O mercado de Fotokol é um lugar muito movimentado pelas noites durante o mês do Ramadã, já que os muçulmanos só podem ingerir alimentos e beber desde o crepúsculo até o amanhecer, por isso que os terroristas suicidas aproveitaram a maior atividade noturna para passar despercebidos.

Nas últimas duas semanas, o grupo extremista Boko Haram matou mais de 360 pessoas na Nigéria, Chade, Camarões e Níger, em uma tentativa por retomar a iniciativa no conflito armado que mantém há anos contra o Estado nigeriano.

Desde fevereiro, uma força multinacional combate o Boko Haram no nordeste da Nigéria e nas zonas fronteiriças com o Chade, Camarões e Níger, uma ofensiva que durante meses conseguiu grandes avanços contra o grupo islamita, mas que agora parece estagnada pela maior mobilidade dos milicianos.

Em resposta a esta força regional, o Boko Haram ameaçou estender sua campanha de ataques aos países vizinhos e já perpetrou seus primeiros atentados suicidas no Chade e Camarões que custaram a vida a dezenas de pessoas. EFE